Procura por seguro auto aumentou em abril, veja

Procura por seguro auto aumentou em abril, veja (Foto: Pixabay)

A procura por seguro auto no Brasil cresceu 21,9% em abril. Entre os estados de maior demanda estão o Paraná, Minas Gerais e São Paulo. Porém, o serviço está 5,3% mais caro, veja os dados.

Procura por seguro auto aumentou em abril, veja
Procura por seguro auto aumentou em abril, veja (Foto: Pixabay)

Aumento na procura do seguro auto: Paraná lidera o ranking pela procura do serviço

A demanda por seguros de automóveis registrou alta de 21,9% em abril deste ano quando comparada com o mesmo período de 2021, os dados são do Índice Neurotech de Demanda por Seguros (INDS).

O indicador mede mensalmente o comportamento e o volume das consultas na plataforma da Neurotech, empresa especializada em soluções de inteligência artificial aplicadas a seguros e crédito.

De acordo com os dados, os estados que mais procuraram pelo serviço foram o Paraná (24,66%), Minas Gerais (19,72%) e São Paulo (19,51%).

Os locais citados foram seguidos por Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com alta de 13,89% e 10,99%, respectivamente.

O aumento pelo serviço de proteção veiculo vai no sentido contrário das vendas de automóveis. Dados da Fenabrave indicam que a venda de carros novos teve queda de 6,07% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado.

De acordo com o levantamento, foram comercializados 270.560 veículos, contra 288.045 unidades vendidas em 2021.

Por fim, conforme o indicativo, quando o comparativo é feito com março desse ano, o resultado é de queda de 15,6% na procura pelo serviço.

Procura por seguro auto aumentou em abril, veja
Se comparado com março, há queda na procura pela serviço (Foto: Pixabay)

Aumento da criminalidade deixou o serviço está 5,3% mais caro

A TEx, insurtech especializada em soluções online para o mercado segurador, divulgou os números de abril do IPSA – Índice de Preços do Seguro Automóvel.

O estudo aponta a variação mensal dos preços do seguro auto de acordo com gênero, região, faixa etária, perfil do segurado, idade do veículo.

De acordo com o IPSA, o índice de abril apresenta aumento de 5,2% se comparado ao mês anterior. Já se compararmos março deste ano com o mesmo período de 2021 há um aumento de 17%.

Para Genildo Dantas, gerente de inteligência de dados da TEx, um dos principais motivos é o aumento dos índices criminais.

O executivo ainda destaca que o aumento progressivo do índice também é um reflexo do desarranjo do mercado de peças automotivas “Estamos sofrendo com a falta e aumento de peças nos últimos meses”.

Os números citados acima refletem os dados da Susep, na qual a sinistralidade acumulada das seguradoras em abril de 2022 foi de 70% contra 63% dois anos atrás, antes da pandemia.

O estudo da TEx também traz informações quanto a evolução dos valores por gênero. O mês de abril se tornou o Índice mais alto tanto para o feminino, quanto para o masculino, durante um ano de comparativo.

Se compararmos com o mesmo período do ano anterior, o índice feminino aumentou 21,3%, e o masculino 14,3%.

O IPSA ainda destaca dados referentes a evolução dos valores por faixa etária. Em março, observa-se crescimento de forma geral.

Segundo dados de março, os nascidos entre 1990 e 2014, conhecidos como geração Z, podem pagar quase o dobro (8,8%) do que os nascidos entre 1943 e 1964, conhecidos como Baby Boomers (4,8%).

Procura por seguro auto aumentou em abril, veja
Criminalidade deixou o serviço mais caro (Foto: Pixabay)

1 Comentários

Postar um comentário